Financiamento de Veículos

Basta olhar para as ruas e estradas do país e ver que aquela imagem que se tinha de que nossa frota de carros não passava de “carroças” já é coisa do passado. E isso se deve muito a duas coisas: a primeira foi que o Brasil abriu-se para a indústria automobilística internacional e isso trouxe novos players para o mercado, fazendo com que as montadoras locais melhorassem seus veículos.

A segunda e a mais importante: a possibilidade de financiamento de veículos tornaram-se muito mais acessíveis. Com isso um nova faixa de consumidores conseguiu  adquirir seu primeiro carro e por em trânsito uma economia que tem, a cada ano, crescido cada vez mais.

Mas, para os motoristas de primeira marcha, antes de financiar o carro é prudente se informar como financiar um carro. Ou seja, analisar muito bem todas as possibilidades de pagamento, modelos de financiamento e as vantagens  que os bancos e financeiras oferecem. Apenas como exemplo, o financiamento de um carro novo pode alcançar até 100% do seu preço inicial.  Por isso, mesmo com as taxas de juros baixas, as parcelas estendidas em até 60 meses ou até  mais e, principalmente, a entrada  baixa que algumas marcas oferecem é bom colocar tudo na ponta do lápis e fazer os cálculos para que a compra do carro se torne um prazer e um conforto e não uma grande dor de cabeça. Além disso, junto com as parcelas vem também as despesas de oficina, IPVA, seguro, combustível e manutenção. Por isso, não se iluda apenas com o valor acessível das parcelas, considere também os gastos  diários, mensais e anuais que possuir um carro exige.

Onde se financia um carro? Atualmente não só os bancos e financeiras oferecem opções de financiamento para compra de carros. As próprias montadoras já possuem seus sistemas de financiamento e algumas têm seus próprios bancos. Cada um oferece taxas e opções mas em média elas são maiores que as de um consórcio, porque nesse modelo de compra você só leva o carro no final do plano. Já com o financiamento não. Financiar um carro é fácil e rápido se você não tem nenhum tipo de restrição com alguma instituição financeira e têm seu nome liberado no SERASA, o negócio é fechado quase  que automaticamente.

Geralmente as concessionárias ou financeiras têm todas as informações de como financiar um carro. É padrão pedirem uma renda 3 vezes maior que a parcela que você vai pagar todo mês pelo carro. Se você não tem o dinheiro em mãos para entrada a opção é financiar mesmo, até porque a entrada não reduz tanto assim o valor das parcelas. Para cada mil reais que você der na entrada, por exemplo, cerca de 20 reais são reduzidos do valor da parcela mensal.

Agora que você já dispõe de informações sobre como e onde financiar um veículo escolha o modelo de sua preferência e defina o tipo de financiamento que mais se adapta ao seu orçamento.